Meu primeiro final de semana sem ela…

Foi triste, saudoso, cheio de choro e de risadas… sim, rimos muito lembrando das manias e doidices da minha gorda!!! Falei muito dela, sobre ela, sobre a doença e os últimos dias dela!! Não, não me acho mórbida… acho que preciso falar dela pra poder me acostumar com o verbo no passado, pra poder entender, digerir e aceitar tudo que aconteceu… pra poder seguir em frente sabendo que ela está bem e que eu também vou ficar!!!

O mais difícil é dormir sem ela… ainda bem que o Cello me abraça apertado e me consola!!!

Eu sei que vou ficar bem e, um dia, quem sabe, vou querer outra gatinha, não pra substituir a Bebea, até porque isso é impossível, mas pra ter de volta aquela sensação de amor incondicional que só um animal pode nos dar!!! Enquanto isso eu lembro das coisas boas que vivemos juntas!!! E aos poucos meu coração pára de doer por ela!!

Mil beijos, Dani

Anúncios

6 Respostas

  1. quem nunca teve um animalzinho de estimação talvez não entenda…. mas sei muito bem pelo que vc está passando!
    beijos!

  2. Sua gatinha era linda, amada e fofa. Teve todo o carinho do mundo, como só gente muito especial como voê poderia dar. E sabe que não somos nós que escolhemos os gatos, mas eles que nos escolhem? Portanto, fique feliz por esta amizade linda. Nao vale o tempo vivido, mas a intensidade! Um abraço forte. Ethel Scliar

  3. Mas vc nao tem de ter medo de ser morbida. vc perdeu alguém que gostava muito nao tem nem três dias… se essa for a forma que vc tem de superar essa dor, que seja!

  4. Ai, Dani…tadinha de vc…eu sei bem o que é perder um bichinho…
    Bjs

  5. Ah, Dani.. que triste! Perder um bichinho realmente faz muita falta, né? Eu lembro que quando minha cachorrinha morreu, às vezes à noite eu olhava pela vidraça e via os olhinhos dela lá fora! Enfim, essa coisa ruim vai passar, e a saudade e boas lembranças vão ficar pra sempre.
    Beijo.

  6. Dani,
    Nem sei o que dizer pois já perdi duas gatinhas de estimação como te disse.
    Acho que nesse momento de dor não adianta fingir que não se sente dor, não é.
    Depois essa dor será só saudade, mas agora, eu entendo exatamtente o que você sente. Só espero que um dia você resolva ter outro/a sim pois depois de um tempo foi o que eu fiz e não me arrependo. Eles nos dão muitas alegrias.
    Beijos,

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: