Minha amiga se foi…

Ela nasceu por volta do final do ano de 2004, nas ruas do Rio de Janeiro. De lá foi resgatada por uma senhora apaixonada por gatos que, depois de muita conversa e depois de eu ter provado que ia amá-la e cuidar dela muito bem, me deu a Bebea!!! Sim, Bebea, porque meninos são bebês e meninas são bebeas… 🙂

Por uma incrível coincidência do destino ela entrou na minha vida no dia do amigo, dia 20 de julho de 2004!!! Ela foi meu “ombro” amigo durante o ano que fiquei no Rio… eu não conhecia muita gente e morria de saudades de casa… era ela que agarrava quando chegava em casa, com ela eu brincava nos finais de semana, ou chorava com saudade do namorado e da família. E ela se esfregava em mim, como forma de mostrar carinho, ela corria pro banheiro quando me via indo pra lá… me olhava tomar banho ou então se esfregava nas minhas pernas enquanto eu sentava na privada!! Era uma das manias mais engraçadas da minha gorda!!! Sim, ela era gorda, fofa, gostosa!!! E tinha muitas manias… se esfregar em qualquer pessoa que estivesse na privada, só beber água corrente (do box após o banho ou da torneira!!), deitar em cima do livro que estivesse estudando pra que eu olhasse pra ela, me chamar pra deitar quando queria ir dormir porque ela gostava de dormir do meu lado!!!

É verdade que ela era meio anti-social… quando entrava alguém estranho no meu quarto ela se escondia embaixo da colcha da cama!!! Já depois de casada ela se escondia no nosso armário!!! A nossa faxineira só foi conhecê-la quase 1 mês depois de trabalhar aqui em casa!!! Quando voltei pra Vitória trouxe ela comigo… foi um terror a viagem!!! Ela ficou apavorada… minha mãe, meu padrasto e minha irmã foram me buscar de carro e ela estranhou todo mundo!!! Veio grudada no meu colo a viagem toda!!!

Quando chegamos em casa… surpresa!!! Eram mais 3 irmãos, meus pais, uma cachorra e outro gato!!! A pobrezinha sofreu pra se adaptar!!! Mas ela morava comigo no meu quarto, dormia comigo e acabou se acostumando com a bagunça!! A maior felicidade foi quando voltei da lua de mel e trouxemos ela pro novo apê… éramos só eu, o Cello e ela!! Foi a época que ela ficou mais tranquila, mais confiante  menos assustada!!

Ela era a dona e rainha da casa… andava em todos os cantos, dormia onde quisesse e até começou a me esperar na porta!!! À noite dormia ao lado do meu travesseiro, dengosa que só ela!!!

Há cerca de 2 meses ela foi parando de comer… trocamos várias rações, compramos ração úmida (que ela adorava) e nada!! Foi aí que resolvi levá-la à veterinária e descobrimos que ela tinha uma doença viral grave que já tinha atacado o fígado… ela passou a última semana internada, com soro na veia e sonda gástrica pra ser alimentada… até que eu não aguentei mais vê-la sofrer!!! Não acho justo com ela prolongar um sofrimento pra poder tê-la por mais tempo!!! Ela mal andava, não comia, não dormia e sentia dor… Hoje resolvemos pela eutanásia e eu fiquei segurando minha amiga, minha companheira, minha filhota enquanto o coração dela parava de bater!!! Ela se foi tão tranquila e tão serena como sempre foi em vida… e eu sei que ela está muito melhor… mas meu coração dói e eu só queria que ela estivesse aqui se esfregando nas minhas pernas ou passando na frente do monitor enquanto eu escrevo aqui!!!

Eu queria que ela viesse se esfregar em mim enquanto eu choro… porque ela sempre vinha ao me ouvir chorar!!! Eu queria saber que quando for dormir ela vai estar lá, do lado do meu travesseiro, porque eu não sei mais dormir sem ela…

Mas eu sei que ela está melhor assim!! Eu só quero ficar melhor também!!!

Bebs, eu te amo e seu amor incondicional vai me acompanhar pelo resto da vida!!!

Mil beijos, Dani

Anúncios